Bebidas

publicidade

Latte art: saiba como são feitos os desenhos sobre o café

Baristas especialistas em Latte Art ensinam como fazer desenhos com leite vaporizado durante feira de café
Foto: Ricardo Matsukawa/Terra
 

Começar o dia com um cafézinho é sempre uma boa pedida. Mas por que não deixar o seu café ou cappuccino mais bonito? Flores, corações, bichinhos, rostos e até palhaços são alguns dos desenhos que podem ser feitos sobre a bebida. São duas as técnicas utilizadas para esse tipo de arte: o free pour, ou pouring, quando o barista cria formas a partir da maneira com que derrama o leite sobre a xícara; e o sketching, ou grafismo, que usa calda e palitos para os desenhos. E foi justamente esse o tema de um workshop ministrado pelos baristas Gabs Howacker, Philipe Glazer, da The Family Coffe Shop, Wagner Oliveira e Bruno da Silva Santos, da Feito a Grão, durante a sétima edição da feira Espaço Café Brasil.

A técnica free pour exige habilidade e muito treino. Nela, o que vai determinar o desenho é a forma de virar a leiteira, derrubando mais ou menos leite e creme sobre cada ponto da xícara. Segundo os especialistas, o maior segredo está no ponto ideal do leite. “É a crema do leite que forma o desenho, mas para fazer a latte art é preciso que ele esteja mais líquido do que o ponto normal do cappuccino. Ele deve estar liso, sem bolhas”, explicou Wagner. Para conseguir a forma desejada sobre o café, os baristas primeiro derramam a parte liquida do leite no fundo da xícara e, depois, com pequenas pausas, vão arrumando a inclinação da leiteira para colocar a espuma.

“A tulipa é um desenho clássico desse tipo de latte art. Quando a xícara chega na mesa, a pessoa sempre diz ‘nossa, que lindo!’”, afirmou Wagner. Normalmente os baristas conseguem formar entre duas e três pétalas, mas depende muito do diâmetro da xícara. “Dá para fazer a latte art em qualquer tipo de recipiente, depende apenas de habilidade e treino. Um diâmetro maior lhe dá mais possibilidades e oferece mais espaço para criatividade, mas se for muito grande é mais difícil conseguir manter as proporções certas entre o café e o leite”, disse Philipe.

Para fazer desenhos sobre a xícara é preciso incliná-la fazendo um ângulo maior com a leiteira. “O leite preferido para a latte art é o fresco tipo A. Ele deve estar frio e ser aquecido imediatamente antes de você começar a fazer o desenho. Dessa forma será mais fácil atingir o ponto certo”, explica Wagner. Como o leite não pode ficar quente demais, Philipe deu uma dica para quem gosta de um café pelando: “antes de servir o café, esquente a xícara em água bem quente. Assim, ela vai conseguir manter a temperatura por mais tempo sem que precise esquentar demais o leite e o café”.

Outros desenhos tradicionais do free pour são a roseta e o coração. “Quanto mais fino for o bico da leiteira, maior será a precisão do desenho”, informou Wagner. Já a técnica de sketching oferece mais possibilidades. Com a ajuda de caldas, chocolate, canela em pó e palitos, que funcionam como uma espécie de caneta, é possível soltar a criatividade desenhando sobre o leite vaporizado. “Você também pode misturar as duas técnicas fazendo formas ao derramar o leite e depois desenhar sobre eles com o palito”, disse Wagner.

Quem já possui certa habilidade para desenhar começa com uma vantagem, mas o segredo da latte art, segundo os especialistas, é prática. “Treinando bastante, em dois anos, já dá para fazer coisas bem legais. Em três, pode estar aqui, falando no meu lugar”, brincou Philipe.

Terra Terra