2 eventos ao vivo

Lacta completa 100 anos; veja sucessos e segredos dos chocolates

  • separator
  • comentários

Chocolate faz sucesso, esta é uma das grandes verdades do mundo da culinária. Além das crianças que gastam todas suas moedas nos mercados e as mulheres que enlouquecem por uma barra, grandes nomes da história mundial também se renderam ao doce feito de cacau. O filósofo Voltaire não abria mão de um chocolate quente no café da manhã, Napoleão Bonaparte decretou o seu consumo para as tropas, pois dizia que o produto estimulava a inteligência, e a rainha da França Maria Antonieta tinha um chocolateiro pessoal só para ela.

Alguns chocolates da marca, como Diamante Negro, Laka e Sonho de Valsa fazem sucesso há décadas
Alguns chocolates da marca, como Diamante Negro, Laka e Sonho de Valsa fazem sucesso há décadas
Foto: Divulgação

Confira doces dos anos 80 e 90
Veja sobremesas com chocolate

O chocolate já foi moeda de troca, valia dinheiro, era considerado mania de ricos e nobres e, hoje, é uma iguaria para todas as idades e classes sociais. Uma das marcas mais famosas no mercado nacional, a Lacta completa 100 anos em 2012 e comemora a data com o lançamento do Lacta Bombom, uma caixa com 16 unidades com recheio de chocolate ao leite cremoso.

Em um século de história da marca, chocolates ganharam a preferência de crianças e adultos e marcam décadas de aniversários nas gondolas de bares e supermercados. Além do Confeti, dos ovos de Páscoa, do Lancy e do Ouro Branco, outros doces nunca deixam de ter fãs.

Diamante Negro
Além do clássico chocolate ao leite, o Diamante Negro, lançado em 1938, tem um vasto número de seguidores. Feito com mais chocolate negro do que o usual, tem cristais crocantes preparados com castanha de caju e mel que demoram mais para dissolver na boca.

Seguindo as tendências da época, o nome do chocolate foi inspirado no craque Leônidas que, na Copa do Mundo daquele ano, realizada na França, ganhou o título de melhor jogador do torneio fazendo sete gols em quatro jogos e mostrando ao mundo o gol de bicicleta. Ele era apelidado pelo imprensa e torcedores como diamante negro e diamante eterno.

Sonho de Valsa
Lançado em 1942, o primeiro bombom da marca – este tipo de doce era considerado mais fino  e caro – teve grande apelo de propaganda nas rádios da época e foi ao mercado sob o som da música Se acaso você chegasse, de Cyro Monteiro. Vendido principalmente em bombonières e consumido pelas mulheres, surgiu com o slogan “saboreie um bombom com sua namorada”. Este tipo de propaganda é característico até hoje nos comerciais do chocolate. O bombom é preparado com bolachas wafer em formato moldado, massa de castanha de caju como recheio e duas camadas de chocolate por fora, uma de meio-amargo e outra ao leite.

Laka
O chocolate, uma referência do bombom branco no mercado, foi lançado em 1962 e, como não é possível fazer o doce sem o cacau, ele é preparado a base da manteiga de cacau em grande quantidade, misturado com açúcar, leite e baunilha.

BIS
O minichocolate chegou ao mercado em 1942 e o nome é justamente uma referência ao conceito de que é impossível comer apenas um. Feito para agradar especialmente as crianças, é preparado com quatro camadas de wafer intercaladas com chocolate ao leite, amendoim, flocos de arroz e malte.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade