Gastronomia

Conheça as superstições de Ano-Novo com alimentos

Getty Images

Coma alimentos que trazem sorte na virada do ano.

  • separator
  •  
  • comentários

Na noite 31 de dezembro, familias e amigos se reúnem para brindar o Ano-Novo. Na maioria das casas, os pratos se assemelham: carne de porco, lentilhão, frutas e verduras. Conheça as superstições que estão por trás dos alimentos da virada do ano.

Verduras
Comer qualquer tipo verdura, como repolho e couve, faz com que você mantenha o dinheiro dentro da carteira. É aconselhável ingerir mais de um tipo de uma vez só.

Sementes de romã
Quer ter um bebê no Ano-Novo? Tente comer algumas sementes de romã. A fruta é um símbolo de abundância e algumas culturas dizem que ajuda quem quer ter um filho.

Macarrão
Em muitas culturas asiáticas o macarrão simboliza uma longa vida. É importante não cortá-los em tamanhos menores. Você deve tentar ingerir os fios inteiros e, assim, terá sorte.

Uvas
Na Espanha, as pessoas têm costume de comer 12 uvas à meia-noite, uma para cada batida do relógio. O objetivo é comê-las antes do início do novo ano. Alguns acreditam que a doçura de cada uva prevê como cada mês será. Por exemplo, se a terceira uva é amarga, março pode ser um mês difícil. A tradição começou em 1909, quando houve uma grande produção da fruta no país.

Peixe
Muitas culturas acreditam que os peixes trazem boas vibrações. Os japoneses acreditam que eles são um símbolo de fertilidade por conta de sua capacidade de produzir toneladas de ovos. Os suecos também comemoram a virada do ano com uma abundância de frutos do mar, incluindo pratos em conserva.

Grãos
Grãos, como por exemplo a a lentilha, se assemelham a moedas. Em muitos países as pessoas os comem para ganhar dinheiro e ter um próspero Ano-Novo. Alguns dizem que também dá sorte comer uma ervilha para cada dia do ano.

Carne de porco
Muitas culturas dizem para colocar o porco no centro da festas porque eles simbolizam o progresso. O tamanho de um porco inteiro também representa a abundância.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade